SALVAÇAO DA TUA ALMA

http://www.bispomacedo.com.br VEJA A CONSTRUÇAO DO TEMPLO DO SALMAO CLIQUE AQUI

Jesus nos muda







Ja em tempos coloquei este texto,para mostrar a mudança.
Embora eu seja uma pessoa que não gosto falar de mim...


Mas para que vejam como o senhor jesus me mudou!!!


"vou dizer quem fui no passado. "
"Para mostrar quem sou hoje. "


Não posso dizer que tive uma infância feliz,
embora nunca me faltou nada,
sempre tive tudo,
mas...
Não tinha o mais importante...
Amor e paz!!!
Meu pai sempre maltratou minha mãe,
ao ponto de a deixar inanimada.
E só parou com o crescimento dos filhos.
Mas as agressões verbais continuaram.
Talvez essa vida,leva se me a ser rebelde.
O meu crescimento foi todo nesse ambiente.
Isso levou que bem jovem começa se a trabalhar,
pois não queria a mesada que me davam.
Aos 15 anos E por causa de mais uma discussão,
sai de casa...
E sem querer procurar ninguém para me ajudar.
( Pois eu só queria mesmo desaparecer.
Porque para mim deixava me muito infeliz,
os meus pais não se darem bem.)
Mas voltando:
Quando sai de casa , tentei ir o mais longe possível.
Como não tinha onde ficar,passei a dormir nos jardins .
Era inverno, dormi muitas vezes há chuva.
Sem dinheiro para comer,acabei por passar fome.
Foi quando comecei a conhecer outros jovens,
que me ajudaram.
Queriam que voltasse para casa ,mas eu preferia tudo,
só para não estar naquele ambiente,que me intristecia.
E foi nessa altura que fiz a escolha de seguir o pior caminho...
O mundo da droga.
Primeiro começou com haxixe ,maconha e speeds.
Uns anos mais tarde fui mais longe nessa vida...
Nesse espaço de tempo ,fora de casa ,acabaram por me encontrarem.
Voltei para casa,mas para meu bem estar,
decidiram que iria ficar em casa de uma tia.
Sem duvidas foi bom, porque ali tinha paz.
Ate que parei um tempo com as drogas,
não havia razão para me esconder em nada, ali eu sentia me bem.
O tempo passou, ao fim de dois anos,
fui na aventura de ir trabalhar para fora do pais.
Só durou um ano,porque senti me só num pais que mal conhecia.
Acabei por voltar para casa dos meus pais,
mais uma vez eu estava naquele ambiente triste.
Comecei a trabalhar,onde o meu ordenado dava me para ter uma vida de luxo.
Mais uma vez voltei hás drogas,mas desta vez também comecei a beber.
Já farta da vida que tinha em casa, decidi casar só para sair de la.
Agora sim.
Ia começar o maior pesadelo da minha vida...



»»»»»»»»»»»

Como já tinha dito,
é aqui que vai começar o maior pesadelo da minha vida.
Eu casei porque queria fugir ao ambiente que tinha em casa.
Foi quando conheci o pai do meu primeiro filho...
Ele era tropa onde eu morava,eu não era de ir ao café,
mas naquele dia fui com umas amigas.
Foi quando o vi ,ali estava ele junto com outros...
Olhamos um para o outro e sorrimos,ele até era giro ,
eu uma jovem de 20 anos.
Começamos a falar e passado uns dias começou o namoro.
Namoramos uns meses,ate que conversamos e decidimos ter um filho,
eu só´queria um motivo para sair daquela casa,e tive sem duvidas.
Casamos e posso dizer que durante um ano ate fui feliz,
mas como em mim não existia amor,a paz não durou muito...
Porque comecei a ver que ele gastava todo o dinheiro nas noitadas.
Muitas vezes nem comer tinha para dar ao meu filho,
meus pais meus me ajudaram(porque o único mal deles é não se darem bem)
Continuando,ele começou a beber muito e vir para casa num estado péssimo.
Espero que agora não vá chocar ninguém ...
então começou a obrigar me a ter relação com ele,
de inicio eu tentava me defender,depois começou a pegar em facas,
e quase podia sentir entrar na carne...
Posso dizer que só Deus sabe o que eu senti nessas horas.
Os dias iam passando e quando chegava a hora de ele chegar,
o meu desespero era de sufocar...
Ate que o meu filhote que na altura tinha dois aninhos,
apercebeu se que se senta se no meu colo,
ele não me batia e acabava por dormir...
Meus Deus o meu menino só com dois aninhos é que me defendia...
Como é que uma criança desta idade tem o sentido do perigo?
Mas ele tinha !!!
Tudo isto me levou ao desespero,em que comecei a pensar,
que a única solução era o suicido...
Sim... tentei varias vezes,mas ...
Depois pensava no meu filhote que nunca mais o via,
e recuava...
Estive neste pesadelo dois anos...
Ate que um dia pensei que preferia ouvir as discuçoes
dos meus pais,que viver neste desespero.
Então como ele não entrava na casa dos meus pais,
porque já tinha feito tanta coisa a eles.
Eu disse lhe espera,
que vou com o menino dar um beijo aos avós volto.
Claro que já não voltei!!!
Ele chamou a policia ,mas não podiam fazer nada.
E eu fiquei lá em casa dos meus pais.
Não pensem que agora estava a salvo...
Porque não estava .
Ele todos dias me perseguia e ameaçava.
Até que um dia quando cheguei na escolinha do meu filho,
ele nao estava lá...
Olha o mundo parou naquela hora, parecia que eu ia morrer.
Ele tinha levado o meu menino...
Tudo o que ele queria era que eu aceita se voltar para ele.
Mas acreditem se já tinha começado a luta não ia desistir.
Estive 4 meses sem ver meu filho nem falar com ele,
porque não me deixavam.
Acreditem que sofri mesmo muito,e Deus é testemunha...
Mas quando uma mãe ama seu filho faz tudo por ele.
Entao pus o divorcio e junto o poder paternal,
só que eu tinha que ter o meu filho ao meu lado,
quando fosse chama ao juiz.
Um dia falei com uma amiga,e disse queres me ajudar?
Ela respondeu logo que sim.
Entao eu disse que já tinha ligado pra ele,
a pedir para ver o meu filho,
mas que gostava de ir ao cinema com ele só nós.
Ele concordou.
A minha amiga tem uma filha um ano mais nova que o meu.
E dissemos há menina vamos ao cinema com o meu filho.
Ela toda feliz,tadinha ,mas isto tinha que parecer real.
a minha amiga tremia ,e perguntou nao tas nervosa?
Eu respondi: nao...
E disse lhe quando lutamos pelos nossos filhos,
vamos ate ao fim do mundo
se for preciso.
Cheguei ao pé dele muito calma ,
combinei até a hora que voltava com o meu filho.
Ele concordou, disse que se nao estivesse ali estava em casa.
eu respondi está bem,
e fui embora com o meu filho e minha amiga.
Assim que cheguei na estrada apanhei um taxi de volta para casa.
Mas feliz porque levava o meu filhote comigo...

Mas como a vida nos da a escolher caminhos,
Eu mais uma vez depois de tantas lutas escolhi o pior....


Continuação...


M@ri@

Deus sempre responde



Após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e ter conseguido se agarrar à parte dos destroços para poder ficar boiando.
Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada e fora de qualquer rota de navegação, e ele agradeceu novamente.
Com muita dificuldade e com os restos dos destroços,


ele conseguiu montar um pequeno abrigo para que pudesse se proteger do sol, da chuva,

de animais e para guardar seus poucos pertences,

e como sempre agradeceu.
Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia.
No entanto um dia quando voltava da busca por alimentos, ele encontrou o seu abrigo em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça.


Terrivelmente desesperado ele se revoltou, gritava chorando:

"O pior aconteceu! Perdi tudo!

Deus, por que fizeste isso comigo?"

Chorou tanto, que adormeceu, profundamente cansado.
No dia seguinte bem cedo,


foi despertado pelo som de um navio que se aproximava.
"Viemos resgata-lo", disseram.
"Como souberam que eu estava aqui?", perguntou ele.
"Nós vimos o seu sinal de fumaça"!


É comum sentirmo-nos desencorajados e até desesperados quando as coisas vão mal.


Mas Deus age em nosso benefício, mesmo nos momentos de dor e sofrimento.

Lembre-se: se algum dia o seu único abrigo estiver em chamas, esse pode ser o sinal de fumaça que fará chegar até você a Graça Divina.

Para cada pensamento negativo nosso, Deus tem uma resposta positiva.

(Autor Desconhecido)

Nunca caminhamos sozinhos



Um dia eu tive um sonho...
Sonhei que estava andando na praia


com o Senhor e no céu passavam cenas da minha vida.
Para cada cena que passava,



percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia:


um era meu e o outro do Senhor.
Quando a última cena da minha vida

passou diante de nós, olhei para trás,

para as pegadas na areia,

e notei que muitas vezes,

no caminho da minha vida,


havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também que isso aconteceu


nos momentos mais difíceis e angustiantes da minha vida.


Isso me aborreceu e perguntei então ao meu Senhor:


Senhor, tu não me disseste que,


tendo eu resolvido te seguir,


tu andarias sempre comigo, em todo caminho?
Contudo, notei que durante as maiores tribulações



do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia.
Não compreendo por que nas horas


em que eu mais necessitava de ti,

tu me deixaste sozinho.


O Senhor me respondeu:

Meu querido filho.

Jamais te deixaria nas horas da prova e do sofrimento.
Quando viste, na areia,


apenas um par de pegadas, eram as minhas.
Foi exatamente aí que te carreguei nos braços.




(autor desconheçido)

Nossa palavra



"Nossas palavras têm poder para construir ou destruir nossa vida.

Quem usa bem suas palavras receberá benefícios em troca". Provérbios 18.21.

Conta-se uma história de um empregado em um frigorifico da Noruega.

Certo dia, ao término do trabalho, foi inspecionar a câmara frigorifica.

Inexplicavelmente, a porta se fechou e ele ficou preso dentro da câmara.

Bateu na porta com força, gritou por socorro, mas ninguém o ouviu, todos já haviam saído para suas casas e era impossível que alguém pudesse escutá-lo.

Já estava quase cinco horas preso, debilitado com a temperatura insuportável.

De repente a porta se abriu, o vigia entrou na câmara e o resgatou com vida.


Depois de salvar a vida do homem, perguntaram ao vigia:

Por que foi abrir a porta da câmara se isto não fazia parte da sua rotina de trabalho?


Ele explicou: Trabalho nesta empresa há 35 anos, centenas de empregados entram e saem aqui todos os dias e ele é o único que me cumprimenta ao chegar pela manhã e se despede de mim ao sair.


Hoje pela manhã disse “Bom dia” quando chegou. Entretanto não se despediu de mim na hora da saída. Imaginei que poderia ter-lhe acontecido algo.

Por isto o procurei e o encontrei...