SALVAÇAO DA TUA ALMA

http://www.bispomacedo.com.br VEJA A CONSTRUÇAO DO TEMPLO DO SALMAO CLIQUE AQUI

Amizade


Hoje visitei o blog
do meu amigo efeneto.
onde tive o prazer de ler
sobre a amizade...
Nao importa de onde vem
O importante é sermos
sinceros quando nos abrem o coração
Por isso resolvi postar a falar da amizade
e o que representa para mim
Dedico a todos que me visitam
Embora alguns nao conheça
mas são tão importantes
como todos aqueles que conheço...
Quem me conheçe sabe como eu sou...
Quero que saibam que a cada um tenho bem guardadinho
no meu coração...
Espero mais uma vez que gostem desta reflecção
Deixo um beijo doce e façam o favor de serem felizes



"Numa aldeia vietnamita,
um orfanato dirigido por um grupo de missionários
foi atingido por um bombardeamento.
Os missionários e duas crianças tiveram morte imediata
e as restantes ficaram gravemente feridas.
Entre elas, uma menina de oito anos,
considerada em pior estado.
Era necessário chamar ajuda via rádio e,
ao fim de algum tempo,
um médico e uma enfermeira da Marinha dos EUA chegaram ao local.

Teriam de agir rapidamente, senão a menina morreria,

devido aos traumatismos e à perda de sangue. Era urgente fazer uma transfusão, mas como?
Reuniram as crianças e, entre gesticulações, arranhadas no idioma, tentavam explicar o que estava a acontecer e que precisariam de um voluntário para doar sangue.
Depois de um silêncio sepulcral, viu-se um braço magrinho levantar-se timidamente. Era um menino chamado Heng. Ele foi preparado à pressa, ao lado da menina agonizante, e espetaram-lhe uma agulha na veia.
Ele manteve-se quietinho e com o olhar fixo no tecto.
Passado algum momento, ele deixou escapar um soluço e tapou o rosto com a mão que estava livre.
O médico perguntou-lhe se estava a doer, e ele negou. Mas não demorou muito a soluçar novamente, contendo as lágrimas. O médico ficou preocupado e voltou a perguntar-lhe, e novamente ele negou.
Os soluços ocasionais deram lugar a um choro silencioso, mas ininterrupto. Era evidente que alguma coisa estava errada.
Foi então que apareceu uma enfermeira vietnamita vinda de outra aldeia.
O médico pediu então que ela procurasse saber o que estava a acontecer com Heng.
Com a voz meiga e doce, a enfermeira foi conversando com ele e explicando algumas coisas. E o rosto do menino foi-se aliviando. Minutos depois, ele estava novamente tranquilo.
A enfermeira então explicou aos americanos:
- Ele pensou que ia morrer, não tinha entendido o que vocês disseram e estava convencido de que ia dar todo o seu sangue para a menina não morrer.
O médico aproximou-se dele e, com a ajuda da enfermeira, perguntou:
- Mas, se era assim, porque que te ofereceste para doar sangue?
E o menino respondeu, simplesmente:
- ELA É MINHA AMIGA..."

5 comentários:

São disse...

Bela mensagem.
Querida, agradeço que passes por lá...
Abraço grande!

MIMO-TE disse...

Ai! M@ri@...

Que dizer! Se me visses entendias...
Apenas te digo, gosto do teu cora�o! :)

Deixo-te muitos mimos e obrigada por seres assim.

[[cleo]] disse...

Este texto, espelha bem o valor real de uma amizade!
Porque a amizade não se alimenta só de palavras, há alturas em que um gesto, pode fazer toda a diferença!

Gostei imenso do texto que escolheste para ilustrar o teu conceito de amizade.

Beijo

Whispers in night disse...

Ola M@RI@

COMECO POR TE DAR PARABENS.
Cada texto teu aqui tem sido do melhor para super melhor
Amizade, feliz daquele que sabes estender a mao e diz, 'tenho um Amigo''
Feliz daquele que sabe que quando precisa chorar que tem alguem para ouvir e chorar tb junto.
Feliz daquele que sabe que tem com quem contar, seja qual for a aflicao e nao so nos momentos bons
Tenho amigos que nunca toquei neles fisicamente, agora eles me tocaram no coracao vezes sem conta e tu es uma DELAS
Amizade e linda quando e verdadeira.

Digo que por vezes julgamos errado as pessoas, so depois de as conhecermos e que se pode dizer o que sao verdadeiramente
Obrigado M@ri@ pela tua Amizade
Que a vida te sorria sempre
beijos mil de quem hoje em dia te Adora
Rachel

efeneto disse...

No silêncio compacto
das sete da manhã
assustei os pardais
para ver nascer o sol.
Na rocha onde me sentei
a brisa de nordeste
castigou-me o tronco nu
mas ali fiquei
até o grito me surpreender.

Porque me vieste ver
círculo alaranjado
até te tornares branco??
Já sei,
para me lembrares que está na hora,
de desejar um bom fim de semana aos amigos


[a sua visão perfeita do que sinto também. beijo por ser assim...foi relaxante vir aqui ao seu piano/bar...]